o projeto CÓRTEX

 

CÓRTEX é um projeto de pesquisa voltado para espaços e iniciativas auto-organizados por artistas e outros agentes da arte – como curadores, pesquisadores, críticos, educadores, e assim por diante. Um espaço (ou iniciativa) auto-organizado é aquele cuja ordem e sentido foram criados a partir do conjunto das experiências dos envolvidos, ou seja, da forma como processam, interpretam, atribuem significados e organizam. Isso significa, na prática, a valorização da voz de cada um dentro de um sistema coletivo, a busca por novos modelos organizativos que tendem à horizontalidade e suavização dos poderes, e a construção de redes de trabalho que estabeleçam relações de dependência estratégica.

Estes espaços e iniciativas são frequentemente chamados “independentes” ou “autônomos”. Vale lembrar que independência (ou autonomia) não significa auto-suficiência ou isolamento – já que a cena de arte autônoma baseia-se justamente numa trama de dependências estratégicas – mas sim liberdade do pensamento, de proposição e ação. Também não se trata, obviamente, da liberdade plena, mas sim em relação aos outros circuitos, tidos como stakeholders: o institucional e comercial (galerias e feiras). Lembrando que o grande cerceador da liberdade dentro cena de arte independente é a escassez de recursos, especialmente os financeiros.

A Fase 1 da pesquisa CÓRTEX, realizada entre julho de 2016 e janeiro de 2018 e parcialmente financiada pelo Programa Rede Nacional Artes Visuais da FUNARTE, dividiu-se em duas frentes de trabalho: os conteúdos textuais e a base de dados. Os conteúdos textuais podem ser conhecidas através desta plataforma virtual:

  • Com tiragem de 1000 exemplares, a publicação CÓRTEX traz estudos sobre a auto-organização no campo da arte, incluindo estudos de caso focados na gestão de três espaços de arte independentes.
  • Além da publicação, também estão disponíveis aqui conteúdos extras, levantamentos históricos da auto-organização no campo da arte entre 1930 e 2000.

A base de dados CÓRTEX é um aplicativo desenvolvido especialmente para o projeto, que coleta e processa dados sobre espaços e iniciativas de arte independentes em todo o Brasil.  A dificuldade na coleta de dados, realizada através do preenchimento de formulários no aplicativo pelos gestores dos espaços e iniciativas, levou ao congelamento do processo e à re-análise da proposta da criação da base de dados neste momento. Os resultados produzidos foram parciais e inconclusivos. Infelizmente o projeto não dispõe de recursos para arcar com os custos do aplicativo ativado e assim manter os resultados obtidos disponíveis para consulta nesta plataforma. Apesar disso, o aplicativo e os dados coletados seguem armazenados para possível re-utilização futura. Mais informações aqui.

Em abril de 2018, a página do CÓRTEX no Facebook passou a mapear (e divulgar) eventos auto-organizados por artistas e outros agentes autônomos. Curta a página e tenha em mãos um guia da cena de arte independente!

A Fase 2 do projeto CÓRTEX, iniciada em maio de 2018 de forma totalmente independente, pretende traçar um paralelo entre as cenas de arte independentes de São Paulo e Berlim.

O projeto CÓRTEX está aberto para colaborações! Se compartilha dos mesmos objetos de estudo e deseja colaborar de alguma forma, entre em contato!

 

 

\\CRÉDITOS GERAIS

FASE 1

Idealização, captação de recursos, coordenação e produção executiva | Maíra Endo
Pesquisa | Maíra Endo
Identidade e programação visual | Daniela Brilhante
Criação do site | Maíra Endo em colaboração com Mobzi
Assessoria de imprensa | Célia Santos
Realização

 

 

 

 

FASE 2

Idealização e coordenação | Maíra Endo
Pesquisa | Maíra Endo
Identidade visual | Daniela Brilhante
Mantenimento do site | Maíra Endo
Realização